Celebração Eucarística

– Festa da Natividade de Nossa Senhora

08 de setembro 1661-2011

Recebemos Pedidos de Oração para serem colocados no altar do Santuário.

Com. De origem oriental, e introduzida na Igreja Latina pelo papa Sérgio I, no século VII. A Natividade da Virgem liga-se estreitamente à vinda do Messias, como promessa, preparação e fruto da salvação. Com esta celebração, a devoção cristã quer venerar as pessoas e os acontecimentos que prepararam o nascimento de Jesus Cristo, portanto, com muita alegria celebremos o nascimento da Virgem Maria: por ela, nos veio o sol da justiça, Jesus Cristo, nosso Deus, nosso Pai.

A Venerável Irmandade de Nossa Senhora da Penna, fundada em 14/01/1836, este ano completou 175 anos de existência, assim como, está registrado que em 1661 aconteceu a edificação da Igreja de Nossa Senhora da Penna, portanto, este ano, completando 350 anos. Ela é a Padroeira de Jacarepaguá, da Imprensa falada e escrita, das Artes e das Ciências. Fiquemos todos de pé para recebermos o presidente desta celebração o ................................................... ............................., entoando o CANTO DE ENTRADA

RITOS INICIAIS

1. CANTO DE ENTRADA

(canto)

2. SAUDAÇÃO

P. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

T. Amém.

P. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco.

T. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

3. ATO PENITENCIAL

4. HINO DE LOUVOR

(canto)

5. ORAÇÃO

P. OREMOS: Abri, ó Deus, para os vossos servos e servas os tesouros da vossa graça: e assim como a maternidade de Maria foi a aurora da salvação, a festa do seu nascimento aumente em nós a vossa paz. Por nosso Senhor Jesus Cristo na unidade do Espírito Santo.

T. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

6. PRIMEIRA LEITURA

(Mq 5, 1-4)

Com. A simplicidade e a disponibilidade foram os critérios usados por Deus na escolha daquela que se tornou mãe do Salvador.

L. Leitura da profecia de Miquéias

Assim diz o Senhor: “Tu, Belém de Éfrata, pequenina entre os mil povoados de Judá, de ti há de sair aquele que dominará em Israel; sua origem vem de tempos remotos, desde os dias da eternidade. Deus deixará seu povo ao abandono, até ao tempo em que uma mãe der à luz; e o resto de seus irmãos se voltará para os filhos de Israel. Ele não recuará, apascentará com a força do Senhor seu Deus; os homens viverão em paz, pois ele agora estenderá o poder até os confins da terra, e ele mesmo será a paz”. Palavra do Senhor

T. Graças a Deus

7. SALMO RESPONSORIAL

Ref. : Exulto de alegria no Senhor.

1.Sois meu apoio desde antes que eu nascesse, desde o seio maternal, o meu amparo: para vós o meu louvor eternamente.

Ref. Exulto de alegria no Senhor.

2. Uma vez que confiei no vosso amor, meu coração, por vosso auxílio, rejubile, e que eu vos cante pelo bem que me fizestes!

Ref. Exulto de alegria no Senhor.

8. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

Com. A Virgem Maria é agraciada por Deus, porque nela se concretiza a promessa messiânica alimentada pelo povo de Israel. Por meio de Jesus, a humanidade se redimirá de seus pecados e realizará a aliança com o Pai. De pé, para aclamarmos com muita alegria o Santo Evangelho.

(canto)

ALELUIA...

Sois feliz, Virgem Maria; e merecias todo louvor, pois de vós se levantou o sol brilhante da justiça, que é Cristo, nosso Deus, pelo qual nós fomos salvos! ALELUIA...

9. EVANGELHO

(Mt 1,1 – 16. 18-23)

P. O Senhor esteja convosco.

T. Ele está no meio de nós.

P. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus.

T. Glória a Vós, Senhor.

Livro da origem de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão. Abrão gerou Isaac; Isaac gerou Jacó; Jacó gerou Judá e seus irmãos. Judá gerou Farés e Zara, cuja mãe era Tamar. Farés gerou Esrom; Esrom gerou Aram; Aram gerou Aminadab; Aminadab gerou Naasson; Naasson gerou Salmon; Salmon gerou Booz, cuja mãe era Raab. Booz gerou Obed, cuja mãe era Rute. Obed gerou Jessé. Jessé gerou o rei Davi. Davi gerou Salomão, daquela que tinha sido mulher de Urias. Salomão gerou Roboão; Roboão gerou Abias; Abias gerou Asa; Asa gerou Josafá; Josafá gerou Jorão; Jorão gerou Ozias; Ozias gerou Jotão; Jotão gerou Acaz; Acaz gerou Ezequias; Ezequias gerou Manassés; Manassés gerou Amon; Amon gerou Josias. Josias gerou Jeconias e seus irmãos, no tempo do exílio na Babilônia. Depois do exílio na Babilônia, Jeconias gerou Salatiel; Salatiel gerou Zorobabel; Zorobabel gerou Abiud; Abiud gerou Eliaquim; Eliaquim gerou Azor; Azor gerou Sadoc; Sadoc gerou Aquim; Aquim gerou Eliud; Eliud gerou Eleazar; Eleazar gerou Matã; Matã gerou Jacó. Jacó gerou José, o esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, que é chamado Cristo. A origem de Jesus foi assim: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José, e, antes de viverem juntos, ela ficou grávida pela ação do Espírito Santo. José, seu marido, era justo e, não querendo denunciá-la, resolveu abandonar Maria, em segredo. Enquanto José pensava nisso, eis que o anjo do Senhor apareceu-lhe, em sonho, e lhe disse: “José, filho de Davi, não tenhas medo de receber Maria como tua esposa, porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho, e tu lhe darás o nome de Jesus, pois ele vai salvar o seu povo dos seus pecados”. Tudo isso aconteceu para se cumprir o que o Senhor havia dito pelo profeta: “Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, ele será chamado pelo nome de Emanuel, que significa: Deus está conosco”. Palavra da Salvação

T. Glória a Vós, Senhor!

10. HOMILIA

11. PRECES DA COMUNIDADE

P. Irmãos e irmãs, elevando ao Pai as nossas preces, para que a Igreja, pela intercessão da Virgem Maria, leve a todas as nações o anúncio do Evangelho.

T. Pela intercessão de Maria, ouvi-nos, Senhor!

1. – Salvador do Mundo, que pelos méritos da redenção preservastes a vossa Mãe de toda a mancha do pecado, livrai-nos também de todo pecado.

T. Pela intercessão de Maria, ouvi-nos, Senhor!

2. – Redentor nosso, que fizestes da Virgem Maria o tabernáculo puríssimo da vossa presença e o sacrário do Espírito Santo, fazei de nós templos vivos do vosso Espírito.

T. Pela intercessão de Maria, ouvi-nos, Senhor!

3. – Palavra Eterna, que ensinastes vossa Mãe a escolher a melhor parte, ajudai-nos a imitá-la buscando o alimento da vida eterna.

T. Pela intercessão de Maria, ouvi-nos, Senhor!

4. – Rei dos Reis, que quisestes ter vossa Mãe convosco no céu em corpo e alma, fazei que aspiremos sempre aos bens do alto.

T. Pela intercessão de Maria, ouvi-nos, Senhor!

5. – Senhor do Céu e da Terra, que colocastes Maria como Rainha à vossa direita, dai-nos a alegria de participar um dia com Ela da mesma glória.

T. Pela intercessão de Maria, ouvi-nos, Senhor!

 

6. – Pelo Santo Padre, o papa..., pelo nosso Arcebispo..., seus Bispos auxiliares, por nosso Capelão..., por todos religiosos e religiosas da nossa Igreja Católica, para que na condução das almas a Cristo, sejam santos na vida e sábios na doutrina.

 

T. Pela intercessão de Maria, ouvi-nos, Senhor!

 

 

7. – Pela Venerável Irmandade de Nossa Senhora da Penna, que este ano completa 175 anos de existência, para que a exemplo de Maria continue vivendo e dando testemunho de vida cristã.

T. Pela intercessão de Maria, ouvi-nos, Senhor!

LITURGIA EUCARÍSTICA

12. CANTO DAS OFERTAS

(canto)

13. CONVITE À ORAÇÃO

P. Orai, irmãos e irmãs, para que esta nossa família, reunida em nome de Cristo, possa oferecer um sacrifício que seja aceito por Deus Pai todo-poderoso.

T. Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício, para glória do seu nome, para o nosso bem e de toda a santa Igreja.

14. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS

P. Socorra-nos, ó Pai, a humanidade do vosso Filho que, ao nascer da Virgem Mãe, não diminuiu, mas consagrou a sua integridade. E fazei que ele, apagando os nossos pecados, vos torne agradáveis nossas oferendas. Por Cristo, nosso Senhor...

T. Amém

15. ORAÇÃO EUCARÍSTICA

P. O Senhor esteja convosco.

T. Ele está no meio de nós.

P. Corações ao alto.

T. O nosso coração está em Deus.

P. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.

T. É nosso dever e nossa salvação.

P. Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e salvação dar-vos graças, sempre e em todo o lugar, Senhor, Pai santo, Deus eterno e todo-poderoso, e, na festa da Natividade de Maria, sempre virgem, celebrar os vossos louvores. À sombra do Espírito Santo, ela concebeu o vosso Filho único e, permanecendo virgem, deu ao mundo a luz eterna, Jesus Cristo, Senhor nosso. Por ele, os anjos cantam vossa grandeza, os santos proclamam vossa glória. Concedei-nos também a nós associar-nos a seus louvores, cantando a uma só voz.

(canto)

T. SANTO, SANTO, SANTO...

P. Na verdade, ó Pai, vós sois santo e fonte de toda santidade. Santificai, pois, estas oferendas, derramando sobre elas vosso Espírito, a fim de que se tornem para nós o Corpo e + o Sangue de Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso.

T. Santificai nossa oferenda, ó Senhor.

P. Estando para ser entregue e abraçando livremente a paixão, ele tomou o pão, deu graças e o partiu e deu a seus discípulos dizendo:

TOMAI, TODOS, E COMEI: ISTO É O MEU CORPO QUE SERÁ ENTREGUE POR VÓS. Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele tomou o cálice em suas mãos, deu graças novamente, e o deu a seus discípulos, dizendo: TOMAI, TODOS, E BEBEI: ESTE É O CÁLICE DO MEU SANGUE, O SANGUE DA NOVA E ETERNA ALIANÇA, QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS E POR TODOS. PARA REMISSÃO DOS PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓRIA DE MIM.

P. Eis o mistério da fé!

T. Salvador do mundo, salvai-nos, vós que nos libertastes pela cruz e ressurreição.

P. Celebrando, pois, a memória da morte e ressurreição do vosso Filho, nós vos oferecemos, ó Pai, o pão da vida e o cálice da salvação; e vos agradecemos porque nos tornastes dignos de estar aqui na vossa presença o vos servir.

T. Recebei, ó Senhor a nossa oferta!

P. E nós vos suplicamos que, participando do Corpo e Sangue de Cristo, sejamos reunidos pelo Espírito Santo num só corpo.

T. Fazei de nós um só corpo e um só espírito!

P. Lembrai-vos, ó Pai, da vossa Igreja que se faz presente pelo mundo inteiro: que ela cresça na fé e na caridade, com o papa..., com nosso bispo... e todos os ministros do vosso povo.

T. Lembrai-vos, ó Pai, da vossa Igreja!

P. Lembrai-vos também dos nossos irmãos e irmãs que morreram na esperança da ressurreição e de todos os que partiram desta vida: acolhei-os junto a vós na luz da vossa face.

T. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos!

P. Enfim, nós vos pedimos, tende piedade de todos nós e dai-nos participar da vida eterna, com a virgem Maria, mãe de Deus, com os santos apóstolos e todos os que neste mundo vos serviram, a fim de vos louvarmos e glorificarmos por Jesus Cristo, vosso Filho.

T. Concedei-nos o convívio dos eleitos!

P. Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a vós, Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e toda a glória, agora e para sempre.

T. Amém

16. RITO DA COMUNHÃO

P. Antes de participar do banquete da Eucaristia, sinal de reconciliação e vínculo de união fraterna, rezemos, juntos, como o Senhor nos ensinou:

T. Pai nosso que estais nos céus, santificado seja o vosso nome; venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia nos daí hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal.

P. Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos hoje a vossa paz. Ajudados pela vossa misericórdia, sejamos sempre livres do pecado e protegidos de todos os perigos, enquanto, vivendo a esperança, aguardamos a vinda do Cristo Salvador.

T. Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre!

P. Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos Apóstolos: Eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz. Não olheis os nossos pecados, mas a fé que anima vossa Igreja; dai-lhe, segundo o vosso desejo, a paz e a unidade. Vós, que sois Deus, com o Pai e o Espírito Santo.

T. Amém.

P. A paz do Senhor esteja sempre convosco.

T. O amor de Cristo nos uniu.

P. Irmãos e irmãs, saudai-vos uns aos outros em Cristo Jesus.

17. ABRAÇO DA PAZ

P. Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo.

T. Tende piedade de nós. / Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, / tende piedade de nós. / Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, / dai-nos a paz.

P. Felizes os convidados para a Ceia do Senhor. Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.

T. Senhor, eu não sou digno que entreis em minha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo.

 

18. CANTO DE COMUNHÃO

(canto)

19. DEPOIS DA COMUNHÃO

P. OREMOS: Deus eterno e onipotente, daí ao mundo a paz na justiça e na fraternidade e, por intercessão da bem-aventurada Virgem Maria, confirmai-nos no vosso santo serviço todos os dias da nossa vida.

Por Jesus Cristo, Nosso Senhor.

T. Amém

20. BÊNÇÃO FINAL E DESPEDIDA

P. O Senhor esteja convosco

T. Ele está no meio de nós.

P. Ò Deus de bondade, que pelo Filho da Virgem Maria quis salvar a todos, vos enriqueça com a sua bênção.

T. Amém.

P. Seja vos dado sentir sempre e por toda parte a proteção da Virgem, por quem recebeste o autor da vida.

T. Amém.

P. E vós, que vos reunistes hoje para celebrar sua solenidade, possais colher a alegria espiritual e o premio eterno.

T. Amém.

P. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo.

T. Amém.

P. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe.

T. Graças a Deus

21. CANTO FINAL

(canto) (Hino à Nossa Senhora da Penna)

TOP